Gay com fissura anal crônica reclama do médico que foi ROBOTIZADO e cita ser ativo mas não consegue o passivo pela dor e elogia o canal de vídeos:

Gay com fissura anal crônica que impede de ser passivo na sua relação foi ao médico e não conseguiu um diálogo claro e citou o atendimento médico como robotizado e elogiou o meu canal de vídeos no YouTube que contém vídeos educativos para a orientação sexual feita de forma saudável e segura para o homem gay ativo e passivo para prevenir uma possível contaminação dos gays por uma doença sexualmente transmissível pelo sangue como a hepatite, HIV ou pele como o hpv que aumentou muito o diagnóstico e tratamento das verrugas que faço com laser sob anestesia local e sem internação na minha clínica e hospital para o homem gay.

Proctologista robotizado:

Sentimento não entendido por um comportamento robotizado pelo meu médico proctologista:

Figura mostra a clínica e equipe para o diagnóstico e tratamento das doenças proctologicas no homem gay de uma forma mais humanizada e com uma experiência de 16 anos:

– Gay ativo e passivo:

Na experiência de 16 anos que adquiri na minha clínica de proctologia para o gay que é focada no diagnóstico e tratamento com laser das doenças proctologicas nos gays pude comprovar em levantamento feito este ano que cerca de 90% das queixas sexuais dos gays foram feitas pelos gays que fazem somente o sexo passivo depois os que fazem ativo – passivo e por último os gays que são somente ativos.

Queixas dos gays passivos:

1- Dor súbita, intensa e forte no início da relação passiva, devo continuar?

A presença de dor na penetração, durante ou após o coito anal e a forma do corpo nos dizer que não está bem e que alguma coisa errada está acontecendo e devemos ouvir o nosso corpo que se for ignorado as consequências poderão ser machucados e ferimentos e por isso o gay deverá parar imediatamente, relaxar, dialogar com o seu parceiro e retomar a relação sexual de outra maneira mas se a dor continuar adiar a relação para outro dia.

2- Dor que tenho tido após sexo casual com a prática do sexo forte consentido fora da minha relação estável e na promiscuidade:

A dor anal após a relação passiva relatada pelos gays ocorreu principalmente após o sexo com parceiros casuais e geralmente no sexo forte consentido onde não há uma dinâmica de relaxamento e lubrificação adequados entre os gays e nunca se tem como saber o diâmetro do penis como na relação estável e muitos referiram essa prática fora da relação em locais de risco o que sabidamente define a promiscuidade sexual onde é mais fácil ser contaminado por uma doença sexualmente transmissível sendo essas as principais causas relatadas pelos gays passivos.

Figura abaixo relata as causas da dor dos gays no sexo passivo fora da relação estável:

Causas de dor na relação passiva entre gays:

3- Dor com sangramento principalmente após sexo forte consentido:

O sangramento vermelho vivo seguido por dor e ardência foi relatado principalmente após o sexo forte consentido em pacientes com doença anal como a fissura anal aguda ou crônica, grandes hemorroidas e proctite que é a inflamação do ânus:

Figuras: Sexo passivo e dor anal intensa por fissura anal e hemorroidas.

Figura mostra o sexo forte consentido como causa da dor anal no gay:

4- Diâmetro do penis: Essa foi uma queixa importante de causar até bloqueio nos gays para continuarem fazendo o sexo passivo de forma casual ou mesmo nos relacionamentos conjugais estáveis pelas serias consequências orgânicas representadas pelas fissuras anais radiadas, ferimentos na mucosa do reto e trombose hemorroidaria.

Link para sites, blogs e canal de vídeos no YouTube só médico proctologista Dr Paulo Branco.

About the Author:

Leave A Comment

Agende sua consulta agora mesmo!

Marque sua Consulta pelo Whatsapp!