FISTULA PERIANAL: CASUÍSTICA: 100 Casos. -SEXO: Homens: 80casos. Mulheres: 20 casos. EXAMES CLÍNICOS: Risco cirúrgico. – LABORATORIAIS: Foram pedidos para pacientes hipertensos, diabéticos ou idosos. – RÁDIOLOGICOS: Ressonância magnética que geralmente o paciente já veio com o exame ou enviou para o meu WhatsApp ou e-mail mas que não tenho solicitado pela experiência que tenho mas para cirurgiões iniciantes será melhor pedir . – TIPO DE FISTULAS MAIS FREQUENTES: – INTERESFINCTERIANAS: 70% – TRANS-ESFINCTERIANAS: 30%. – CIRURGIA ANTERIOR: 30 pacientes: Me chamou atenção o número de cirurgias realizadas mais de 2 vezes. SINTOMAS MAIS FREQUENTES: – NA FASE AGUDA: 1- Representou 20% 2- Induracao dolorida a palpação local . 3- Orifício na pele perianal com perda de secreção amarelada com ou sem odor: 90%. 4- Papila aumentada: 30% – NA FASE CRÔNICA: 1- Representou 90% dos casos. 2- Fistula foi palpada como um cordão endurecido ou fibroso abaixo da pele em todos os casos. 3- Pacientes na maioria referem uma pequena drenagem de secreção pelo orifício interno e externo da fistula. – TRATAMENTO DA FISTULA: FASE AGUDA OU DE REAGUDISACAO DA INFECÇÃO: TRATAMENTO COM ANTIBIÓTICOS CORRETOS PARA AS BACTÉRIAS CAUSADORAS DA INFECÇÃO COM OU SEM DRENAGEM. FASE CRÔNICA COM A FISTULA SEQUINHA: TRATAMENTO COM CIRURGIA: Os pacientes procuram a clínica nesta fase, após assistir os meus vídeos por entenderem que representa o momento ideal para realizarem a cirurgia de retirada da fistula que faço com laser sob anestesia local e sem internação e sempre com fechamento da ferida cirúrgica para evitar o sofrimento imposto pela ferida cirúrgica deixada aberta – COMPLICAÇÕES DA CIRURGIA DA FISTULA PERIANAL: INCONTINÊNCIA ANAL: – TRANSITÓRIA: 3% – MÉDIA: 1%. – PERMANENTE: Nenhum caso. – RETIRADA DOS PONTOS: média de 14 dias.

By | 2018-07-04T20:08:49+00:00 Julho 4th, 2018|Categories: Sem categoria|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment

Agende sua consulta agora mesmo!

Marque sua Consulta pelo Whatsapp!