Fissura anal diagnósticadas e tratadas com laser no ano 2017 pelo proctologista Dr Paulo Branco. FISSURA ANAL: – CASUÍSTICA: 80 Casos. – SEXO: Homens: 70 pacientes. Destes: 40 eram gays. Mulheres: 10 pacientes. – TIPOS DE FISSURAS: AGUDA: 5 Casos CRÔNICAS: 75 Casos. DIAGNOSTICO: – TOQUE RETAL: Fissura anal Pressão do músculo esfíncter anal interno aumentada. Glândulas anais – INSPEÇÃO ANAL: Em 95% dos casos pela visualização da ferida e da pelinha ou plicoma sentinela na abertura anal. – ANUSCOPIA: – FISSURA ANAL POSTERIOR: Em 5% dos casos que a fissura anal era posterior ou dentro do canal anal. – GLÂNDULA INFLAMADA: Visualizada dentro do ânus em 33% dos casos. – TRATAMENTO CIRÚRGICO: Fissurectomia com laser: Somente anestesia local: 70% Sedação: 30%. Esfíncterotomia: – Lateral: 30% – Leito da fissura: 65%. Sem Esfincterotomia: 4%. Somente biópsia: 1%. – PÓS-OPERATÓRIO: DOR: Média intensidade: 90% Intensa: 10% – COMPlICACOES: Incontinência transitória: 5%. Incontinência Leve: 3%. Incontinência média e severa: Nenhum caso. – CICATRIZAÇÃO:Média 14 dias 7-

By | 2018-07-04T20:14:10+00:00 Julho 4th, 2018|Categories: Sem categoria|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment

Agende sua consulta agora mesmo!

Marque sua Consulta pelo Whatsapp!